Últimas notícias / releases
  • Enviar
  • Imprimir
  • Favoritos

Data 10/01/2009

Lafarge desenvolve primeiro projeto de coprocessamento de resíduo urbano no Brasil

  

Cantagalo será o primeiro município brasileiro a reaproveitar resíduo urbano na fabricação de cimento e com isso reduzirá ao máximo o volume do material enviado ao aterro do município, através do projeto Aterro Zero desenvolvido pela prefeitura e pela Lafarge. Os resíduos classificados na estação de reciclagem e compostagem de lixo do município que não puderem ser reciclados ou usados na produção de adubo serão coprocessados no forno da fábrica de cimento. A tecnologia do coprocessamento permite que os resíduos sejam destruídos e ao mesmo tempo substituam parte do combustível e das matérias-primas necessárias para produzir cimento, sem interferir na qualidade do produto.

 

A unidade da Lafarge já começou a coprocessar os rejeitos da compostagem que é feita na usina para distribuição de adubo às fazendas e pequenos produtores rurais da região. Desta maneira  cerca de 30 tons/mês de resíduos como papel, plástico e pedaços de madeira, que não têm condição de serem reciclados e eram enviados para o aterro, passarão a ser coprocessados na fabricação de cimento. A próxima etapa será preparar os demais resíduos que atualmente são depositados em aterro e que não fazem parte do processo de compostagem para que eles também sejam coprocessados, possibilitando assim que Cantagalo reduza significativamente a geração de passivos ambientais provenientes do lixo urbano, já que o coprocessamento não gera nenhum tipo de resíduo.

Segundo o prefeito Guga de Paula (PP), esse projeto trará uma série de benefícios para a população de Cantagalo e garantirá a proteção do meio ambiente e a qualidade de vida da geração atual e das próximas. "A destinação ecologicamente correta do lixo é um desafio para todas as cidades brasileiras e nós estamos dando um exemplo de que é possível uma cidade se desenvolver sem poluir o meio ambiente", destacou o prefeito, responsável pela criação da Secretaria de Meio Ambiente na gestão de seu pai, o ex-prefeito Wilder de Paula, no período de 1997 a 2000.

 

O gerente da fábrica da Lafarge em Cantagalo, Mario Interlenghi, destaca que a empresa já possui experiência no coprocessamento de resíduo urbano em outros países como Alemanha, Inglaterra e Áustria e a partir daí identificou a oportunidade de desenvolver este projeto em Cantagalo. "Estamos muito felizes em ser a primeira indústria de cimento do Brasil a realizar um trabalho como esse e por poder contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos moradores do município de Cantagalo", conclui.

 

Todas as medidas para que os resíduos fossem inseridos na fabricação de cimento atendendo as normas de segurança e sem interferir na qualidade do produto foram tomadas. Os resíduos foram caracterizados pela Fundação COPPETEC da UFRJ e o processo foi acompanhado e aprovado pelos órgãos ambientais. Além de evitar a geração de passivos ambientais em aterros sanitários, o projeto contribuirá para a preservação de recursos naturais não renováveis como o coque de petróleo que serão substituídos pelos resíduos.

 

 

 

Ferramentas

Cadastrar:
Favoritos:
  • Enviar
  • Imprimir
  • Favoritos

Pesquisa & Inovação

Uma prioridade da Lafarge

Veja o que a Lafarge tem feito na área de Pesquisa & Inovação no setor de materiais de construção. 

LafargeHolcim. Cement, aggregates, Concrete.