Últimas notícias / releases
  • Enviar
  • Imprimir
  • Favoritos

Data 29/04/2010

Parceria com a iniciativa privada garante destinação correta de pneus velhos em dez municípios do estado

 

 

Representantes das Secretarias de Saúde de dez municípios do Centro Norte Fluminense se reuniram em Nova Friburgo no dia 19 de abril para a elaboração de um plano de coleta de pneus usados. Participaram da reunião o Gerente Geral da Reciclanip (entidade criada pelas maiores fabricantes de pneus do país) e o Diretor da Eco-Processa (empresa do Grupo Lafarge especializada na gerência de resíduos para coprocessamento).

Os pneus descartados nos municípios de Cachoeiras de Macacu, Carmo, Cantagalo, Cordeiro, Duas Barras, Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo, Macuco e Santa Maria Madalena serão recolhidos e encaminhados à estação de reciclagem inaugurada este mês em Nova Iguaçu, pioneira no Grande Rio. Em um ano, a estação deve triturar 2,4 milhões de pneus - o que corresponde a mais de 50% do volume gerado no Estado.

Os pedaços de borracha serão aproveitados como fonte de energia para o processo de produção de cimento. Eles abastecerão o forno da fábrica da Lafarge em Cantagalo, substituindo combustíveis fósseis e contribuindo para a preservação do meio ambiente. "Cerca de 20% da energia utilizada na fábrica virá dos pneus recolhidos no Estado. Além de oferecer uma destinação correta ao material descartado, diminuímos o nosso consumo de recursos naturais não-renováveis", conta Francisco Leme, diretor da Ecoprocessa.

Para as prefeituras municipais, a parceria é uma solução para questões ambientais e de saúde: "Quando abandonados, os pneus velhos servem como local de procriação de mosquitos e outros vetores de doenças. Eles são origem de 30% dos vetores de dengue no nosso município", diz Igor Teixeira Carvalho, representante da Secretaria de Saúde de Cantagalo. Os pneus demoram mais de 150 anos para se decompor e, se descartados de forma errada, contribuem para entupimentos de redes de esgoto, agravam a poluição de rios e ocupam um enorme volume nos aterros sanitários, além de representarem um risco constante de incêndio.

O coprocessamento de pneus na fábrica de cimento permite que o material seja destruído a 1500ºC sem deixar resíduos - mesmo as cinzas são incorporadas ao processo produtivo. Entre as principais vantagens do uso desta técnica está a redução da emissão de gás carbônico: o uso dos pneus recolhidos em substituição aos combustíveis fósseis significará uma economia de pelo menos 350 mil toneladas de CO2 no período de um ano.

 

 

 

 

 

Contatos

Publicom Assessoria de Imprensa

 

Adriana Baggio

(21) 2543-3388

abaggio@publicom.com.br

 

Fernanda Castelo Branco

(21) 3804-3210

fcastelobranco@publicom.com.br

fernanda.castelo@lafarge.com

 

Ferramentas

Cadastrar:
Favoritos:
  • Enviar
  • Imprimir
  • Favoritos

Pesquisa & Inovação

Uma prioridade da Lafarge

Veja o que a Lafarge tem feito na área de Pesquisa & Inovação no setor de materiais de construção. 

LafargeHolcim. Cement, aggregates, Concrete.